Tendências do Design em 2019

Tendências do Design em 2019

Marisa Costa
2019-08-20
A grande diversidade de informação e conteúdo faz com que o teu trabalho tenha que se destacar. Mas o que é que podes fazer? Nós dizemos-te. Depois de teres as tuas ideias devidamente estruturadas, segue estas tendências.

Logótipos Flexíveis

O logótipo é algo que é automaticamente associado à marca. Portanto deve seguir alguns padrões e características relacionadas com a empresa ou com a sua área de mercado, mas deve principalmente ser versátil e flexível. Deve adaptar-se a diferentes formas e tamanhos, cores e composições. Para tal, cabe ao designer fazer testes de possíveis aplicações do logótipo antes de o apresentar ao seu cliente. Um logótipo que se adequa facilmente a qualquer formato tem mais probabilidades de ter sucesso. 

Assimetria

A simetria é utilizada em muitos logótipos ou criações para transmitir harmonia e organização. Mas de facto, a tendência é ser irreverente. Fugir à regra. Desequilíbrio e desordem. Não usar uma estrutura centrada nem alinhada. Os elementos devem ser distribuídos de maneira desigual. Mas atenção, isto não implica fazer um cartaz super confuso ou um cartão de visita impossível de decifrar.  É importante saber usar o movimento entre os elementos e proporcionar uma boa leitura da composição.

Simplicidade e funcionalidade

Independentemente do que fizeres, deves ter sempre em conta que o teu trabalho terá uma finalidade. Tens um público alvo e é a ele que te deves dirigir, mas pensa que toda a gente deverá conseguir perceber o que queres transmitir. O conteúdo deverá ser simples e funcional para que seja facilmente compreendido. Não vale a pena usares os melhores efeitos, teres gasto dias e dias a criar se depois ninguém percebe ou valoriza o resultado final. Lembra-te, por vezes menos é mais!

Iconografia

O uso de ícones nunca foi tão tendência como agora. Usar imagens para ilustrar ideias ou temas. Uma das principais vantagens é o facto de ser de fácil leitura. Uma criança ou uma pessoa com pouca instrução poderá compreender o conteúdo de forma simples e imediata. 

Composição com Formas Geométricas

As formas geométricas captam a atenção. Dão a sensação de ordem e estimulam visualmente a lógica e perceção do conteúdo. Quadrados, círculos e retângulos são os mais utilizados. Usa-se também a sobreposição de elementos e com a ajuda das formas geométricas esta técnica poderá dar origem a um excelente trabalho. Esta sobreposição poderá ser também feita com textos, fotos ou ilustrações. Mas atenção aos exageros. Não te entusiasmes muito senão poderá tornar-se confuso.

Fontes Grandes e Ousadas 

Tipografia extravagante e chamativa. A moda é apostar em fontes grandes e apelativas, muitas vezes até para substituir imagens. Estilos manuscritos e serifados são grandes apostas, assim como o bold (negrito).  A verdade é que se tem visto caracteres com tamanhos “fora da caixa” e desproporcionais, mas que realmente funcionam muito bem.

Gradientes e Bicromia 

O uso de degradê permite criar harmonias com as cores e ao mesmo tempo dar algum efeito de profundidade. Esta técnica estimula o uso da bicromia ou duotone. Isto é, alterar as cores originais de uma imagem e deixá-la apenas com duas cores. Estas duas técnicas são grandes apostas para este ano.

Cores Vivas e Brilhantes. 

Outra tendência é o uso de cores elétricas, que estimulem e sobressaiam na composição. A paleta de cores utilizada nos anos 80 e 90 está a ganhar relevância nos projetos de design atuais. Ainda nas cores, é possível ver muitos trabalhos com tons metálicos. Portanto dourado, prateado e bronze são também cores que podes utilizar nas tuas obras de arte. Tem apenas cuidado com certas cores brilhantes e saturadas porque se forem mal empregues poderão causar desconforto na leitura.

Movimento e Animação

Objetos que saltam, aumentam de tamanho e se movem são muito comuns nas criações deste ano. Um dos exemplos muito utilizado até nas redes sociais são os gifs. São versáteis e conseguem transmitir conceitos abstratos de maneira rápida e eficaz. As animações tornam os conteúdos mais atrativos e permitem que um conteúdo massivo se torne mais light.

Versão mobile

Não te esqueças que hoje em dia é tudo muito direcionado para o mobile, por isso tens que ter em conta que os teus trabalhos se devem adaptar aos dispositivos móveis, pois grande parte do tráfego da internet é feito a partir deles. Por exemplo, alguns sites ganham uma estrutura diferente no mobile devido às dimensões do ecrã que são diferentes das do computador.


Sai da tua zona de conforto e supera-te!