O que saber antes de comprar online

O que saber antes de comprar online

Marisa Costa
2019-07-10
As compras através da internet continuam a crescer cada vez mais. Vantagens? Sim existem. Mas não é assim tão simples. Existem muitos riscos associados. Confere neste artigo o que deves ou não fazer.

Poupas tempo e dinheiro na deslocação à loja, evitas filas e é super fácil procurar os produtos que desejas. Já para não falar que não precisas de procurar lugar nos parques de estacionamento e carregar os sacos. Mas e os contras? Não sabes quem está do outro lado e pode ser fácil seres enganado(a). Espreita aqui tudo o que deves saber!


O que saber antes de comprar online

Nem todos os sites são seguros e fidedignos. Garante que procuras num endereço devidamente identificado. Confirma o endereço e os contactos do comerciante, que devem estar facilmente visíveis. 

Antes de efetuar uma compra, lê com atenção a política de devoluções. Nem todas as lojas disponibilizam o mesmo serviço. Verifica as datas e a política de cancelamento.

Analisa atentamente a descrição do produto. Se estiveres a pensar comprar uma peça de vestuário confirma os tamanhos, o tecido e os acabamentos, se possível. Tem muita atenção às medidas, pois por vezes variam de país para país.

O site deve indicar o que deves fazer em caso de reclamação. Informações como o prazo de garantia, o preço, termos e custos de entrega e de pagamento, direito de arrependimento, de reembolso, troca e prazo de garantia devem também constar na loja online. 

Investiga a reputação da loja. Hoje em dia é fácil encontrar comentários, elogios ou críticas nas páginas de redes sociais das marcas. Tira proveito disso e ficas a conhecer a experiência de compra de outros utilizadores.

Compara preços. Sempre! Por vezes em grandes plataformas como AliExpress, Wish ou Joom existem várias lojas a vender os mesmos produtos, ou muito semelhantes, com preços bastante distintos. Apesar de muitos deles virem da China e por vezes a qualidade não ser a melhor, encontras sempre pechinchas. Mas além de comparares na internet, tenta procurar também em lojas físicas e próximas de ti. Se calhar até encontras o que procuras e não tens que esperar nem pagar portes de envio.

Se quiseres informações mais detalhadas, consulta o portal do Centro Europeu do Consumidor.


Os riscos e perigos

O mais importante de tudo - proteção de dados pessoais. Nunca indiques dados pessoais que não sejam necessários para realização do pagamento. Já ouviste falar em “phishing”?  Pois é, há muitos habilidosos que tentam obter dados e senhas para fins fraudulentos, fazendo-se muitas vezes passar por outras pessoas ou representantes das marcas. 

Tem cuidado com as imitações. A venda de produtos falsificados é ilegal. Se comprares produtos contrafeitos corres o risco de apreensão na alfândega e ainda te pode ser exigido o pagamento das despesas de destruição do objeto. 

Outro exemplo é a compra de bilhetes pela Internet. Muito fácil e prático mas nem todos os sites são fiáveis. É preferível gastar mais algum dinheiro e comprar em agentes oficiais, do que procurar intermediários. Se não corres o risco de chegar ao dia com um bilhete falso e ficar a fazer companhia ao segurança.

Se comprares objetos eletrónicos certifica-te sempre da garantia. Caso contrário, há probabilidade de nem sequer funcionarem e terás que pagar a reparação do teu bolso.


Na hora do pagamento

Tens que ter muito cuidado quando fizeres o pagamento. Atenção ao local onde digitas os teus códigos e passwords. Se não te parecer fiável, não o faças. Muitos burlões aproveitam o teu descuido para roubar dados bancários e desviar dinheiro.

Os cartões de crédito são a forma de pagamento mais comum na internet, sendo muitas vezes a única aceite. Se não tens ou não gostas de utilizar, terás que procurar sites que utilizem outros modos de pagamento. Verifica sempre o extrato do teu cartão para te certificares que não te são cobrados custos adicionais e poderes reclamar dentro do prazo.

O PayPal é um dos sites mais recomendados para pagamentos e transferências, ao contrário da Western Union que não te oferece muita segurança. Ambos permitem enviar dinheiro para praticamente todo o mundo, mas muitas lojas não aceitam estes serviços.

O mais seguro é o pagamento à cobrança, porque só pagas quando recebes. O problema é que nem sempre é disponibilizado, principalmente em lojas internacionais.

Por fim, nunca te esqueças de guardar cópia de todos os recibos e comprovativos de compra. Assim se alguma coisa der para o torto, será mais fácil resolver a situação.


Dá para cancelar compra?

Afinal já não precisas daquele produto, ou não o queres por qualquer motivo. Sabias que tens um prazo para cancelar a compra? O direito de cancelamento é destinado a todas as lojas situadas nos países da União Europeia e inclui também a Islândia e a Noruega. Mas atenção, se comprares a um particular, esquece. Isto só se aplica a estabelecimentos profissionais. 

O prazo para rescindires o contrato de compra são 14 dias (seguidos e a partir do dia em que recebes a encomenda), sem encargos nem justificações.


Problemas com o artigo - reclamações, trocas, devoluções

A embalagem chegou danificada, o vendedor recusa-se a proceder ao reembolso, o produto não foi entregue ou encontra-se defeituoso? Sim, tens direito a reclamar. 

Todas as lojas online devem disponibilizar mecanismos que facilitem trocas, devoluções ou o não recebimento da encomenda. Por exemplo, no Wish, se não receberes os produtos nas datas estimadas devolvem-te rapidamente o dinheiro. Enviam toda a quantia gasta para a tua conta PayPal ou ficas com dinheiro na tua conta Wish para voltares a fazer novos pedidos, o chamado Wish Cash.

Normalmente as trocas são demoradas e muitas marcas dificultam o processo. Além de teres que pagar taxas para devolver o artigo. Caso não obtenhas uma resposta satisfatória, recorre ao site do Centro Europeu do Consumidor ou faz a tua reclamação no Portal da Queixa.


Nunca te esqueças dos teus deveres, mas luta sempre pelos teus direitos, quer sejas consumidor ou comerciante. Boas compras!